Meu quintal...

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Amanheceres...

Quando saio para o quintal da minha casa pela manhã e sinto o cheiro do mato e das flores de laranjeira, ouço pássaros, em especial o que diz bem-te-vi, que me faz sorrir com nossa cumplicidade...respiro fundo e começo meu dia.
Então leio Osvino Toillier no jornal NH, 22/09/2011, "A magia do amanhecer" do qual transcrevo um trecho:
"O início do dia carrega em si profunda paz, e a vida renasce da letargia noturna sem pressa, emoldurada pelos diferentes matizes de luz e silêncio, quando são brindados pelo espetáculo dos pássaros canoros, que se exibem com a variedade de sua cantoria.
Na mágica passagem da noite para o dia, quando a luz vence a escuridão, e os primeiros raios consagram o amanhecer, estou em contato com a natureza, caminhando, envolvido pelo universo mágico de um novo dia. É para mim um tempo precioso, de encantamento, de profunda paz, em que as inquietações ainda estão adormecidas, e me deixo invadir pelas energias positivas, sem ódio nem rancores, para que o dia possa ser repleto de benquerença e amores."
E sorrio novamente, pois não estou só nas minhas manhãs mágicas.

10 comentários:

Artes e escritas disse...

Um amanhecer em um lindo jardim, uma bonita mensagem. Um abraço, Yayá.

Luks Vieira disse...

Isso que é vida..rs. Lindo poema!!!
Att.,
Luks

Vanoska Buchholz da Costa disse...

Que lindo texto Vera,
Muitas vezes nem percebemos
esse belo amanhecer e a
importância de fazermos
uma respiração e absorvermos
tudo de bom que a natureza
nos proporciona. Textos como
esse nos trazem um alerta.
Adorei, bom fim de semana
beijo

@ Escritora disse...

Combinação perfeita, jardim e amanhecer...

Belo poema!

Abçs

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá Vera! Realmente, lindo e profundo texto. Bela escolha. Parabéns!

Beijos e muita paz pra ti e para os teus.

Furtado.

Mariazita disse...

Bom dia, Vera
Maravilhosos, esse amanhecer!
E lendo um texto tão bonito, o dia promete ser animador.

Que todos os dias da semana sejam muito bons.
Beijinhos

Ivana disse...

Você me fez pensar um pouco, estou tão atarefada, que o tempo passou e eu não mim lembrei de celebrar a primavera, parabéns pelo texto, inspirador.

Mª Carmen disse...

Bonita entrada con pensamientos muy positivos.Me gustó.Abrazos.

FÊNIX CRUZ disse...

Oi mestra. Vim lhe trazer Flores - virtuais -, mas veja... são muitas! Um jardim tão belo quanto o seu ai...bem na palma da sua mão! sinta o perfume, o frescor, a delicadeza das formas e das cores. Vim lhe trazer o meu carinho. E dizer que o Amor não cresce sozinho no coração das gentes: precisa assim, de "mestras", de pessoas crentes...
Precisa de pessoas que espalham o que sentem! Precisa de você - professora. Beijos!

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Azues. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/