Meu quintal...

domingo, 7 de agosto de 2011

Educação 4

Laboratório de Informática: desafios e mudanças
Os laboratórios de informática devem ser introduzidos nas escolas com propósitos bem definidos, não como um milagre na educação ou campanha eleitoreira. A iplantação de equipamentos e softwares demanda recursos que devem ser valorizados com o uso devido. E o simples sonho não basta, assim como o vago discurso político. Será contraditório considerar a informática um avanço na educação, se a escola não tiver liberdade (e competência) para organizar o processo de ensino-aprendizagem, estando comprometida com a formação do ser humano, respeitando suas raízes culturais e seus anseios.
E, se for mantida a imagem e o discurso sobre informatizar as escolas, principal e perigosamente as públicas, os laboratórios de informática servirão para reforçar o ensino independente da aprendizagem porque se estará valorizando a instrumentalização da sociedade com o objetivo de capacitar mão-de-obra em vez de fazer uso da tecnologia na formação do ser humano consciente.
Para que a escola forme cidadãos aptos a viverem e atuarem no mundo de hoje, convém lembrar que o destino da sociedade informatizada depende da criação de padrões para medir os impactos sociais e culturais produzidos pela tecnologia da computação. Esses padrões devem incluir liberdade criativa, solidariedade, justiça social e autogestão. Uma tomada de consiência desses padrões e a capacidade de aplicá-los é que formarão a base do conhecimento e do uso adequado dos computadores pela sociedade.
Vera Mosmann, 2002.

3 comentários:

Carmen Troncoso disse...

De acuerdo contigo, cualquier forma de manipulación, es inmoral y aberrante, un abrazo desde mi Chile,

@ Escritora disse...

Concordo, educação é a base de tudo.

Sempre carinhosa em seus comentários,
Obrigada pela sua visita, volte sempre!
Abçs

Mariazita disse...

Boa noite, Vera
Agradecendo sua visita, vim conhecer seu espaço, de que gostei bastante.
Já me fiz sua seguidora, e voltarei mais vezes. Gostaria de ver vc mais vezes lá na minha «CASA».
Achei seu texto muito bom. Não sou professora mas tenho vários familiares e muita(o)s amiga(o)s na profissão, com quem falo inúmeras vezes.
Sei que a preocupação deles se identifica muito com a sua, até porque Portugal e Brasil têm os mesmos problemas no que respeita a Educação.(e não só...)

Fico te aguardando.

Uma semana feliz. Beijinhos